Demônio de Garanhuns joga mal e escala pior ainda

A tal "Reforma Ministerial", esperada desde outubro de 2004 não terá por finalidade aperfeiçoar os serviços prestados pelo governo petista, mas ampliar o leque de alianças com vistas a simplificar a reeleição do Demônio de Garanhuns em 2006. Exatamente como FHC procedeu em 1998, aliás. Um ministério de um governo sério deveria ser composto principalmente com base na competência de seus ocupantes. Infelizmente os critérios, no Brasil, não são os da competência ou notório saber, mas simples fruto de articulação política.

Um dos Projetos prioritários de Lula é o “Desemprego Zero” para a companheirada, principalmente aqueles que foram derrotados nas eleições em 2002 e 2004. A isto se soma o fato de o grande apego ao cargo público – fenômeno que se repete em todas as instâncias: federal, estaduais e municipais, por sinal – fazer com que os ministros potencialmente demissionários produzam manchetes e factóides que tornam a definição da reforma cada vez mais complicada e o processo vai se arrastando.           

O balcão de negociatas do governo só definiu até agora que é estrategicamente necessário, para a reeleição do demônio em 2006, garantir um ministério para a Roseana Sarney, seja lá qual for e seja qual for o partido para o qual ela migre, mais um ou dois para o PP, de Severino e Maluf, além de ampliar a participação do PMDB. Para a negociata conta ponto o poder de barganha dentro de seus partidos e entre seus correligionários. Com tudo isso, não será surpresa a criação de novos ministérios, excepcionais ou sem pasta... E o interesse público? E a qualidade dos serviços públicos? Para a mentalidade dos epígonos do governo Lula vale o raciocínio de Justo Veríssimo, personagem criado pelo genial Chico Anísio, “o povo que se exploda!”

Grupo terrorista COPOM desfere novo ataque contra brasileiros

Em mais um aumento na taxa básica de juros (SELIC), que serve de base para todos os outros praticados no país, mas são exatamente aqueles que o governo paga pelos títulos da dívida pública, o grupo terrorista considera, pela 7ª vez consecutiva, na mais prolongada sequência de aumentos da história do grupo, que os brasileiros continuam gastando muito e, para conter estes “impulsos perdulários dos trabalhadores” será necessário dificultar o crédito e desaquecer a economia. O COPOM decidiu portanto aumentar a taxa de juros – já insuportável – para pornográficos 19,25%, o que obriga o governo a arrochar ainda mais o contribuinte – você e eu teremos de pagar mais impostos – para pagar esta conta.

Mais se paga, mais se deve

Segundo dados do Banco Central e do Tesouro Nacional a dívida pública cresceu dos R$ 534 bilhões de fevereiro de 2001 para estratosféricos R$ 845 bilhões em fevereiro de 2005. O principal fator provocador de tanto aumento reside nas constantes elevações das taxas.

Com valores tão altos, sequer os juros são pagos em sua totalidade, provocando a rolagem, mais emissão de títulos do governo, novos aumentos e conseqüente elevação da carga tributária. Pagamos os mais altos impostos do mundo, não para ter serviços públicos de qualidade, mas para efetivar uma lógica de redistribuição de renda cada vez mais concentracionista: pagamos os mais altos impostos do mundo para remunerar o capital especulativo. A despeito das análises excêntricas do grupo terrorista que nos jugula mês a mês, o poder aquisitivo do brasileiro de fato está cada vez mais baixo e os poucos muito ricos estão vivendo de maneira cada vez mais nababesca. Sem que precisem fazer nada! Basta aplicar em títulos do governo e ir descansar na praia enquanto o dinheiro rende. Enquanto esses “gênios” econômicos forem incapazes de entender que a nossa inflação é “de custos” e não “de demanda”, estamos diante de um quadro crescente de desemprego, subemprego e quebradeira. Quem pode, especula. Dificilmente aplica o seu patrimônio em algo que apresente o menor risco ou, esta coisa de que a direita empresarial sempre se queixa, a Legislação Trabalhista...

 

Lázaro Curvêlo Chaves – 17/03/2005




© Copyright libertad-digital.com





Development Services Network Presence
www.catalanhost.com