Celso Daniel, os parentes,
a renúncia dos cassáveis e a Febre Aftosa

 

Dia 18 de janeiro de 2002 o prefeito de Santo André, Celso Daniel, foi seqüestrado à saída de um restaurante. Estranhamente seu acompanhante e assessor, Sérgio Gomes da Silva, sequer foi abordado. Pior que isso, as portas do carro blindado, segundo o assessor, “abriram espontaneamente”, o que não voltou a se repetir na perícia.

Negociações longas, conversas com dirigentes petistas e, dois dias depois o prefeito aparece morto em Juquitiba (pra lá de longe de Santo André...)

Segundo o médico legista que primeiro examinou o cadáver do prefeito e seria ouvido na CPI dos Bingos, o Dr. Carlos Delmonte Printes, Celso Daniel apresentava marcas de tortura, mãos crispadas e todos os indicativos de haver sofrido brutal tortura. Descartada a hipótese de “crime comum”, ficam as autoridades voltadas à descoberta dos motivos e mandantes. Claro que o primeiro suspeito foi o cara que estava com ele no dia do teatrinho do seqüestro – o Sérgio “Sombra”, que deveria responder a processo, mas se encontra tão calado quanto qualquer petista que “saiba demais”, como Delúbio Soares, disposto a arcar sozinho com o peso do delito partidário coletivo, talvez com receio de que aconteça com ele o mesmo que já aconteceu com 7 outras pessoas de uma forma ou de outra envolvidas no caso de Santo André...

O caso de Delmonte é muito sério e estranho. Recebeu ordens de se calar e se afastar do caso sob pena de sofrer sanções disciplinares em seu trabalho – a exemplo do delegado que prendeu o marqueteiro presidencial Duda Mendonça numa rinha de galos e foi punido com uma série de transferências e teve de responder a um sem-número de sindicâncias internas irrelevantes. Além do mais, as fotos e Raios-X tirados pelo Legista “desapareceram misteriosamente”...

Está descartada a hipótese de morte por “causas naturais” para a morte do Legista Delmonte. A presunção é de envenenamento. O Ministério Público investiga, até aqui, de maneira independente. Mas é sempre bom lembrar que há um “Conselho” para controlar e dizer o que o Ministério Público pode ou deve investigar... Vamos acompanhar de perto os desdobramentos deste caso.


Irmão de Lula favorece negociações de empresários com órgãos do governo

Apesar de negarem que as indicações de Genival Inácio da Silva, o “Vavá” envolvessem pagamentos, o escritório do irmão aposentado de Lula prosperava. Tinha três linhas telefônicas, funcionários, advogado, vários computadores e ele planejava uma ampliação. Além disso, Vavá costuma fazer três viagens por mês a Brasília, pagas por empresários “ajudados” por ele. Vavá diz que sempre vai a passeio para Brasília. O irmão de Lula confirma que as passagens são pagas pelos empresários, mas não explica o motivo para que financiem seus passeios.

Parece que a família Lula da Silva se beneficiou bastante com a eleição do presidente. A família de José Dirceu também... Lula, diante disso, insiste que não sabe de nada e acusa as forças do além e a má sorte, ao discursar sobre a “urucubaca” que paira sobre seu governo. Para o povo, fica cada vez mais claro que Lula e o Congresso estão envolvidos até o pescoço na lama. Por mais que se tente abafar os escândalos que ocuparam as manchetes durante meses e pôr fim à crise, a cada dia surgem novas informações comprovando que as instituições do regime democrático-burguês estão podres. Fora Todos!


Deputados cassáveis devem renunciar

Com a vitória de Berzoini para a presidência do PT fica a garantia de que nada será mudado no encaminhamento do Partido e que tudo se fará para evitar punições ou cassações a menos que a opinião pública assim se manifeste.

A reviravolta é a mais surpreendente da história do Brasil e muito se terá de estudar para compreender o que acontece. É o primeiro partido do mundo que se elege com uma plataforma de esquerda e governa com o estilo da mais estrema direita: silencia opositores; amordaça funcionários públicos; censura funcionários; tenta censurar a imprensa, o cinema, a TV, a Internet e até as páginas na Internet e o pior: executa uma política econômica à direita do FMI! Nunca antes neste país se desviou tanto recurso dos mais pobres para os mais ricos. Esta “redistribuição” de rendas, como Robin Hood às avessas, era criticada pelo PT na oposição e levada ao paroxismo pelo PT na situação.

Além disso, após adotar as práticas da direita e abandonar completamente o campo da esquerda, o PT ingressou num esquema de corrupção sem paralelo em nosso país. O rio de dinheiro desviado pelos próceres do PT faz PC Farias parecer um vilãozinho de contos de fadas.

Maluf – famoso pelo mote “rouba mas faz” – levou 20 anos para ser capturado e preso. E Lula – do “rouba e não faz” – quanto tempo demorará ainda desviando recursos públicos até que seja contido pela justiça?

A esbórnia do suborno de parlamentares, aprendizado herdado dos tucanos e levado ao paroxismo, foi revelada pelo ex-deputado Roberto Jefferson. Até hoje, o único punido foi justamente aquele que revelou a falcatrua. Há ainda 16 deputados respondendo a processos. 3 deles, com processo em andamento na Comissão de Ética já não podem renunciar para que possam candidatar-se novamente no próximo ano. 13 estão discutindo – consta que sejam estimulados pelo Planalto a renunciar, para minimizar o tempo da crise até que o próprio governo crie uma nova.

Uma reforma eleitoral digna deste nome teria de cancelar o registro de todo parlamentar que renunciasse. Dar a corruptos de quatro costados, como José Mentor, que atrapalhou – e hoje se conhecem os motivos – ao nível do desespero a atuação da CPMI do Banestado além de haver se beneficiado fartamente do dinheiro público lavado pelo Valerioduto pode renunciar, se candidatar e, dado o baixíssimo nível político de nossa gente, se eleger para novas falcatruas no próximo mandato. Como ele outros 12 deputados consideram esta possibilidade “redentora”...


Febre Aftosa faz a carne ficar mais cara no Brasil

O governo deveria investir mais em prevenção, propaganda e distribuição de vacinas para o gado. Como a prioridade número 1 é aumentar a um nível enlouquecido o tal “superávit primário”, menos de 25% do Orçamento previsto para a agropecuária foi efetivamente liberado e eis rebanhos de gado contaminados por febre aftosa, uma doença – a exemplo da hanseníase ou varíola humanas – há muito erradicada dos países civilizados do planeta.

O Ministério da Agricultura faz uma autocrítica? Verifica onde falhou? Nããão... Joga a culpa no produtor! Lula, em mais uma de suas turnês inúteis pela Europa, acaba de proferir mais uma asneira – o que já se tornou tão rotineiro que não mais surpreende: “a culpa é dos produtores, que não vacinaram o gado”. O fato de ser esta uma atribuição das autoridades sanitárias da área, subordinadas ao governo federal, sequer foi mencionado.

Mas por que é que a carne ficará mais cara?

Simples: o produtor não pode ficar com o prejuízo do desgoverno e, embora a quantidade de carne aumente no mercado interno, com a redução das exportações – o que, no capitalismo clássico faria com que o seu preço diminuísse, mais oferta, menor o preço... – alguém terá de pagar aos produtores rurais o que eles esperavam receber do mercado externo e o governo já determinou: será o consumidor brasileiro.

É por isso que a carne ficará mais cara.

Naturalmente, assim como os preços vêm num crescendo há tempos e a propaganda sempre fala de reduções, nada indica que ocorrerá diferente no caso da carne. Para as pessoas capazes de alguma consciência crítica, o fato de precisarmos cada vez mais dinheiro para comprar cada vez menos bens, o decréscimo previsível no consumo de carne deixará claro para quem Lula está governando este país.

E ainda quer ser reeleito. Aliás, em mais de uma oportunidade deixou escapar que precisaria de uns 20 a 30 para fazer “o que é preciso”. Deus nos livre e guarde! Senhor do Universo, tende piedade de nós, livrai-nos do Lula, Amém.

 

Lázaro Curvêlo Chaves – 14/10/2005

 

 




© Copyright libertad-digital.com





Development Services Network Presence
www.catalanhost.com