O complô das elites contra o povo brasileiro


Falta de criatividade

Quanto estava na Escola de Especialistas de Aeronáutica e algum dos alunos tinha algum problema de saúde – certa feita eu mesmo fiquei internado por uma semana com um treco que eles chamaram de bronquiolite ou o que o valha – o único remédio que os médicos conheciam era a Dipirona Injetável. Era prescrita para tudo:

_ Doutor, estou com saudades de casa.

_ “Dipirona Injetável”

_ Doutor, estou ficando gripado

_ “Dipirona Injetável”

_ Doutor, estou sem namorada.

_ “Dipirona Injetável”

Fato é que, diante daquele medicamento, os outros probleminhas pareciam insignificantes. A gente só queria se livrar das picadas que doíam como o diabo! Sou obrigado a reconhecer que uma semana com delírios de febre altíssima tomando esse treco umas três vezes por dia funcionou. Pode inclusive ter sido psicológico: qualquer coisa seria menos penosa do que suportar tantas espetadas doloridas!

Uma semana depois meu cabelo começou a cair. Minha calvície não é hereditária, foi quimicamente provocada pelos açougueiros da EEAER...

Lembrei-me disso porque o mesmo amadorismo rudimentar (para citar a Ministra Dilma Roussef) rege os técnicos da equipe econômica de Lula, Palocci e Meirelles (este último respondendo no STF por evasão de divisas, fraude fiscal e fraude eleitoral, por sinal...):

_ Há risco de inflação.

_ Aumentem os juros e os impostos.

_ Há uma crise de febre aftosa em Mato Grosso.

_ Aumentem os juros e os impostos.

_ O risco-Brasil (medido por um pequeno banco privado estadunidense) caiu dois pontos.

_ Aumentem os juros e os impostos.

_ O risco-Brasil aumentou um ponto.

_ Aumentem os juros e os impostos.

_ O valor do dólar caiu.

_ Aumentem os juros e os impostos.

_ O dólar subiu!

_ Aumentem os juros e os impostos.

Essa receita única está destruindo a economia nacional e os monstros sorriem para as câmeras de TV dizendo que “está tudo bem”. De fato, nunca antes neste país a situação dos banqueiros e jogadores foi tão próspera. Os lucros dos bancos superam-se ano após ano! Enquanto isso, no campo social, não há dinheiro para absolutamente nada de relevante: com o aumento de juros e impostos o Tesouro Nacional fica preso ao pagamento das dívidas interna e e(x)terna que aumentam dia a dia num círculo vicioso que canaliza nossos impostos para os caixas dos especuladores deixando escolas, hospitais, quartéis, delegacias, estradas e tudo o que importa à míngua...

Questionado, Lula respondeu que não se envolve em assuntos técnicos específicos da economia. O Banco Central, na prática, já goza de plena autonomia. Resumindo: ele não sabe de nada e não quer saber.


O complô das elites

Segunda-feira que passou assistimos a um espetáculo melancólico na primeira entrevista supostamente “livre” que Lula concedeu à Imprensa, no caso, aos apresentadores do programa “Roda Viva”, da TV Cultura.

Impregnado de pérolas e metáforas descabidas, Lula disse que “não acredita na existência do mensalão” – já na Disneylândia isso acontecia: o Huguinho sabia do mensalão, o Zezinho, o Luizinho, o Pato Donald, o Mickey Mouse, a Margarida... Só quem não sabia era o Pateta...

Disse que seu governo está gerando mais empregos em um ano do que o anterior gerou em 8. De “bate-pronto” FHC respondeu educadamente: “Lula está mal assessorado, deveriam mantê-lo melhor informado...”

O governo FHC, de lastimável memória, sucateou o que restava da máquina pública, emprestou dinheiro brasileiro (sem que a formalidade da devolução fosse cumprida) para que empresas estrangeiras comprassem nossas lucrativas empresas de telecomunicações e energia e formou as bases econômicas que Lula leva ao paroxismo. Não, Lula não sabe nem quer saber de nada, na verdade jacta-se e orgulha-se de sua ignorância! É a equipe econômica que, mais realista do que o rei, pratica superávit primário superior a 6% (a exigência do FMI era de 3,5%...), juros de 19% e de impostos o governo nos cobra quase metade de tudo o que ganhamos com o suor de nosso rosto sem que haja um mínimo de retorno: vai tudo para a ciranda financeira!

De onde Lula tirou esta informação de geração recorde de empregos não há como saber. Mas uma caminhada pelos grandes centros ou a leitura dos jornais diários nos permite constatar que as taxas de desemprego ultrapassam 30% da Força de Trabalho no Brasil. No governo FHC estes números estavam em torno de 10%. O PT, de saudosa memória, criticava com razão um nível de 10% de desemprego mas mente, deslavadamente sobre o nível de 30% de desemprego no governo Lula...

“Pela primeira vez na história deste país estamos fazendo um governo para os pobres”, declarou. Dentre os pobres para quem Lula governa citam-se, no topo da lista, Lázaro de Mello Brandão, titular do Bradesco e Olavo Setúbal, titular do Itaú, as instituições que mais lucraram neste governo. Aos famintos, desempregados e desesperados o discurso vazio, autógrafos, bolsa-esmola mas nada que concretamente os ajude.

Enfrentando 3 Comissões Parlamentares de Inquérito o governo Lula faz tudo o que lhe é possível para obstaculizá-las e dificultar-lhe os trabalhos ao nível do desespero! Recentemente, diante da necessidade peremptória de as CPI's serem prorrogadas por mais quatro meses, dado o enorme volume de provas documentais e testemunhais a serem investigadas, Lula faz o possível para impedir que este prorrogamento, de fato, se implante. Diante de estarrecidos repórteres e  de telespectadores justamente incrédulos disse com todas as letras: “nunca antes neste país houve tanta investigação sem a menor ingerência do Poder Executivo. Investiga-se tudo com liberdade e nada foi provado.”

A coincidência entre o discurso de Paulo Maluf no passado – “não há provas...” e o do neomalufioso Lula da Silva hoje – “nada foi provado...” não é casual. Resta esperar para ver se também levarão 20 anos para levar Lula da Silva à cadeia, como ele merece.

Repito aqui o que disse semana passada: Lula é um rematado imbecil ou está convencido de governar um país de imbecis...

Sem dúvida há de fato um complô das elites, em torno de Lula da Silva, contra os trabalhadores brasileiros. Depois de tanta tragédia, levará anos para recuperar este país: escolas, hospitais, quartéis, delegacias, estradas, portos, aeroportos e tudo o que Lula abandonou ao Deus-dará para que sobre mais recursos a remeter para a ciranda financeira...


A questão de reeleição

Uma coisa que ficou bem clara na entrevista – embora afirmasse o contrário – é que Lula segue candidatíssimo à reeleição em 2006. Conseguirá, mais uma vez, engambelar o eleitorado?

Há que se considerar que ele foi abandonado por toda a ala ética do saudoso Partido (dito) dos Trabalhadores, granjeando grandes adversários políticos oriundos de seu próprio meio. Além disso, por suas bravatas, apesar de governar com e para as elites, granjeou o ódio furibundo dos partidos de direita (PSDB e PFL à frente) e, vale a redundância, conta com a oposição cerrada de toda a esquerda brasileira.

Seus aliados são os políticos corruptos, os venais e o lumpemproletariado desinformado e “beneficiado” com a bolsa-esmola de R$ 65,00 mensais...

Se com esta base e sem a ajuda do mago Duda Mendonça, Lula conseguirá se reeleger é bem improvável. Mas vivemos no Brasil e as reviravoltas por aqui são quase uma regra. Deus nos livre de mais quatro anos de agonia. Deus tenha piedade de nossa Pátria...

Uma das bravatas prediletas do Primeiro Mandatário é informar que “só será candidato se estiver convencido de que poderá fazer um segundo governo melhor do que o primeiro”. Frase saída da boca de um sujeito incapaz de sustentar em pé o que diz sentado não tem o menor eivor de credibilidade. Lula é candidato sim. E a levar a cabo um governo muitas vezes pior que o primeiro se o povo brasileiro cair mais uma vez na esparrela que o conduziu ao Planalto em 2002...


Ponta de lança do imperialismo

Em visita ao Brasil, o presidente George W. Bush teceu elogios rasgados à política econômica assassina praticada pelo governo Lula e o saudou como “seu principal interlocutor com os países do Cone Sul”.

Promovido a representante dos interesses de Washington na América Latina, Lula foi ainda saudado por haver dialogado com Hugo Chavez, concordando tacitamente com a invasão do Iraque enquanto  mantinha um adversário dos EUA sob controle, deixando-os com as mãos livres para massacrar o povo soberano do Iraque.

Foi elogiado ainda pelo envio de tropas de ocupação ao Haiti.

O Brasil de Lula reduziu-se a ponta de lança e defensor do imperialismo ianque no Cone Sul...

Esperava com isso conseguir um assento permanente no Conselho de Segurança da ONU. Bush desconversou e partiu para o churrasco regado a muita cachaça que Lula entorna mesmo! Quando esteve em São José do Rio Pardo em 2000 quase tivemos de carregá-lo, tão bêbado ficou com a pinga rio-pardense...


Triste a Nação que precisa de heróis

Pelo que está até aqui apresentado, o respeitável público será mais uma vez obrigado a se despencar de casa para as cabines eleitorais em outubro do próximo ano para decidir se seguiremos sendo governados pela extrema direita petista-lulista ou pela extrema-direita tucano-pefelista.

Não se vê, pelo menos ainda, o menor eivor de esperança de mudanças pela via eleitoral burguesa clássica...

A esse preço eu preferia ficar em casa assistindo a um bom filme ou lendo um bom livro, mas se não for votar sofrerei sanções absurdas em termos de limitações de meus direitos civis. Voto compulsório é de um anacronismo absurdo no mundo moderno!

No primeiro turno devo votar no PSTU – marcar posição é fundamental! Se der segundo turno entre uma direita e outra, voto no Euclides da Cunha , como fiz na campanha eleitoral municipal passada...

 

 

Lázaro Curvêlo Chaves – 11/11/2005

 

 




© Copyright libertad-digital.com





Development Services Network Presence
www.catalanhost.com